Follow by Email

sábado, 24 de setembro de 2011

Deuteronômio 27


Deuteronômio 27:14-26

E os levitas testificarão a todo o povo de Israel em alta voz, e dirão:
Maldito o homem que fizer imagem de escultura, ou de fundição, abominação ao SENHOR, obra da mão do artífice, e a puser em um lugar escondido. E todo o povo, respondendo, dirá: Amém.
Maldito aquele que desprezar a seu pai ou a sua mãe. E todo o povo dirá: Amém.
Maldito aquele que remover os limites do seu próximo. E todo o povo dirá: Amém.
Maldito aquele que fizer que o cego erre de caminho. E todo o povo dirá: Amém.
Maldito aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva. E todo o povo dirá: Amém.
Maldito aquele que se deitar com a mulher de seu pai, porquanto descobriu a nudez de seu pai. E todo o povo dirá: Amém.
Maldito aquele que se deitar com algum animal. E todo o povo dirá: Amém.
Maldito aquele que se deitar com sua irmã, filha de seu pai, ou filha de sua mãe. E todo o povo dirá: Amém.
Maldito aquele que se deitar com sua sogra. E todo o povo dirá: Amém.
Maldito aquele que ferir ao seu próximo em oculto. E todo o povo dirá: Amém.
Maldito aquele que aceitar suborno para ferir uma pessoa inocente. E todo o povo dirá: Amém.
Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário